Vamos iniciar a Semana Santa, a Semana Maior do cristianismo. Este ano de um modo totalmente diferente do habitual. Quem sabe. Poderá ser uma bela oportunidade para viver uma autêntica e verdadeira Semana Santa e uma verdadeira Páscoa. Longe das celebrações e actividades sociais, podemos viver mais unidos a Jesus na sua Paixão.

 Alexandrina e a Paixão

Alexandrina, durante muitos anos, viveu a sua Semana Santa num simples quarto, longe das celebrações, que ela tanto gostava de participar, e dos seus amigos e familiares. Isto não impediu de viver em total união com Jesus.

Jesus não nos convida a viver a paixão, como convidou Alexandrina. Mas, através da Bíblia e das celebrações, convida-nos a acompanhá-lO na sua Paixão, Morte e Ressurreição. Esta Semana Santa e Páscoa pode ser a mais frutuosas para a nossa vida a nível espiritual. Pode ser a mais frutuosa para a nossa família.

Para nos ajudar a viver a Semana Santa, a Semana da Paixão, meditemos nas palavras que Jesus dirigiu a Alexandrina, quando a convidou a viver a Sua Paixão.

Alexandrina

«Ó paixão, ó dor e amor de Jesus, que não és conhecida.» (S.A.; 1945)

Convite para a Paixão

Foi em Setembro de 1934 que eu compreendi que era a voz de Nosso Senhor e não uma exigência como julgava. Foi então que Ele me pediu e falou assim:

Jesus

“Dá-Me as tuas mãos, que as quero cravar coMigo; dá-Me os teus pés, que os quero cravar coMigo; dá-Me a tua cabeça, que a quero coroar de espinhos, como Me fizeram a Mim; dá-Me o teu coração, que o quero trespassar com a lança, como Me trespassaram a Mim; consagra-Me todo o teu corpo; oferece-te toda a Mim, que te quero possuir por completo e fazer o que me aprouver” (Autobiografia pg 51).

Uma santa Semana Santa unidos em Jesus Cristo

X